Curta Irradiando Luz no Facebook  Siga Irradiando Luz no Twitter  Acesse o canal do Irradiando Luz no YouTube  Assine o Feed RSS do Irradiando Luz

[Sustentabilidade] Fontes de energia limpas ou renováveis?

Leva menos de 5 minutos pra ler

Matriz Energética significa o modo como determinada sociedade ou país obtém sua energia, não apenas a elétrica, mas qualquer forma de energia produtiva, inclusive a que move a frota de veículos. Esse é na atualidade, um dos mais importantes assuntos para as discussões sobre o futuro da humanidade. Indústrias, comércio, serviços, meios de comunicação, de transporte e até o acesso à água dependem de equipamentos movidos à energia elétrica e combustíveis fósseis, como o petróleo e o carvão mineral. As fontes de energia são divididas em renováveis e não-renováveis. As energias não-renováveis, além de serem finitas, são poluentes, já que emitem grandes quantidades de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera, causador de sérios problemas de saúde pública e ambientais, como o efeito estufa. Um exemplo é o das usinas termoelétricas, que queimam combustíveis não renováveis (diesel, gás, urânio) para gerar energia elétrica e emitem gases poluentes na atmosfera. São fontes não-renováveis: o petróleo e seus derivados, gás natural, urânio e outras fontes de energia nuclear, além de carvão mineral.As energias renováveis são aquelas cujas fontes não se esgotam, ou seja, se renovam. O sol, por exemplo, não irá deixar de brilhar se for aproveitado, bem como o vento pode ser usado por aero geradores sem que se reduza sua velocidade. São fontes renováveis a água, o sol, o vento e a biomassa.É importante ressaltar que nem todas as maneiras de aproveitar as fontes renováveis de energia são sustentáveis. Um exemplo disso é a energia das águas. No Brasil, as condições naturais privilegiadas incentivaram instalação de hidroelétricas, responsáveis hoje por cerca de 75% da energia elétrica do país. As usinas hidroelétricas são fontes renováveis de energia, mas nem por isso são completamente limpas. Cada represa construída faz surgir grandes lagos que alagam vastos terrenos de mata virgem e contribuem para a destruição da biodiversidade, além de deixarem desabrigadas populações inteiras.

Biomassa

Menos poluentes e biodegradáveis, os biocombustíveis podem ser utilizados puros nos motores ou misturados com outros produtos inflamáveis.O tipo mais difundido de biocombustível no Brasil é o álcool proveniente da cana de açúcar. Mas os biocombustíveis podem também ser derivados de diversos vegetais, como dendê, girassol, babaçu, amendoim e soja, dentre outras.É importante ressaltar que o biocombustível só é sustentável a partir do momento em que a produção do mesmo for feita de forma harmônica com o meio ambiente. Atualmente, no Brasil, fala-se muito no álcool como um biocombustível sustentável. Mas como foi mencionado anteriormente, a produção de cana-de-açúcar no Brasil, em sua maioria, é feita de maneira completamente insustentável, pois além de ser uma monocultura degradante para o ecossistema, ainda é realizada com mão-de-obra semi-escrava, os chamados bóias-frias.Além do mais, a queima de biocombustíveis ainda libera poluentes na atmosfera. Assim, apesar de ser uma fonte renovável, não chega a ser uma solução definitiva em termos de sustentabilidade, mas sim uma solução emergencial para um problema grave.

Energia Eólica

A energia dos ventos é abundante e está disponível em todos os lugares. Desde a antigüidade, as velas davam velocidade aos barcos, e o uso de cata-ventos para mover bombas d´água também não é uma novidade. A partir da década de 70, no entanto, a evolução da tecnologia aeronáutica e a crise do petróleo fizeram com que o uso de grandes aero geradores para a produção em larga escala de energia elétrica se tornasse uma opção viável.Em todo o Brasil, a faixa litorânea apresenta ventos muito adequados para o aproveitamento em larga escala da energia eólica. No entanto, o país estava situado em 10º lugar na lista dos países que utilizam-se desse tipo de energia. A energia eólica está presente no Ceará, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Minas Gerais e Rio Grande do Norte.

Biodigestores

Biodigestor é um tanque protegido do contato com o ar atmosférico, onde a matéria orgânica contida nos dejetos é metabolizada por bactérias anaeróbias (que se desenvolvem em ambiente sem oxigênio). Neste processo, os subprodutos obtidos são o gás (Biogás), uma parte sólida que decanta no fundo do tanque (Biofertilizante), e uma parte líquida que pode ser usada como alimento para peixes.O Biofertilizante apresenta alta qualidade para uso como fertilizante agrícola. O Biogás é um gás inflamável produzido por microorganismos que pode ser aproveitado em fogão doméstico, como combustível para motores de combustão interna ou até mesmo geração de energia elétrica.A redução das necessidades de lenha poupa as matas. A produção de biogás representa um importante meio de estímulo à agricultura, promovendo a devolução de produtos vegetais ao solo e aumentando o volume e a qualidade de adubo orgânico. Os excrementos fermentados aumentam o rendimento agrícola.O desenvolvimento de um programa de biogás também representa um recurso eficiente para tratar os excrementos e melhorar a higiene e o padrão sanitário do meio rural.Os objetivos dos biodigestores podem variar de localidade para localidade, podem ser empregados na obtenção de combustível de alta qualidade para as áreas rurais, sendo, ao mesmo tempo, preservado o valor do efluente como adubo; podem visar atender ao duplo objetivo de produção de energia e de tratamento de dejetos, principalmente de animais em fazendas, o que possibilita o manuseio de um material sem odores.O Brasil dispõe de condições climáticas favoráveis para explorar a imensa energia derivada dos dejetos animais e sobras de plantio, bem como dos resíduos sólidos orgânicos (lixo) das cidades.

Energia Solar

O Sol é uma importante fonte de energia, pois a temos em praticamente todos lugares do planeta. Pode ser utilizado como:· Energia Elétrica: em um sistema composto de placas que absorvem radiação solar e a convertem em energia elétrica.· Aquecedor Solar: Essa é uma solução muito simples. Pode-se pegar uma caixa qualquer, ou até mesmo um pneu velho, colocar uma serpentina por dentro e coloca-lá exposta ao sol. Isso irá aquecer a água que passa pela serpentina, que poderá ser utilizada para banhos e torneiras da casa, por exemplo.· Forno Solar: Podemos utilizar uma caixa de papelão forrada com papel alumínio, com as bordas direcionadas ao sol. Então coloca-se uma panela e um vidro por cima. A temperatura pode passar dos 100ºC, dependendo da eficiência e vedação de seu forno.

Esta postagem faz parte do Blog Action Day 2009
Dia de Ação dos Blogues 2009 – “Mudanças Climáticas
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

9 Respostas para “[Sustentabilidade] Fontes de energia limpas ou renováveis?”


  • All3X / Responder

    Gabirel, muito boas as considerações.
    Devemos levar em conta que nem toda fonte de energia renovável é limpa. O que deve ser uma das ponderações de um país, ou empresa, seja lá quem for fazer investimentos no setor elétrico, no momento de escolher a melhor matriz energética.
    Valeu,
    All3X


  • Anônimo / Responder

    mas como fazer para nao poluir


  • Anônimo / Responder

    estou é mudando-me para holanda para respirar um ar puro!.


  • Anônimo / Responder

    e isso ai, devemos cuidar do nosso planeta se cada um de nos pensarmos assim, nao teria tanta poluicao


  • Dan / Responder

    É preciso de algumas ressalvas:
    – A Energia Nuclear não gera gases estufas. O contra dele são os resíduos da fissão nuclear que são radioativos e não há solução definitiva para eles (ainda). Então apesar de não ser uma energia renovável, é uma energia limpa.

    – O Álcool como combustível é renovável pois, apesar de sua queima expelir gases estufas, o carbono está dentro de seu ciclo. Teoricamente, todo o carbono expelido com sua queima é reabsorvido pela fotossíntese de mais plantações de Cana-de-Açúcar, por exemplo. Ao contrário do petróleo que é extraído de uma fonte não prevista no ciclo do carbono do meio-ambiente, é como se fosse um 'carbono a mais'.

    – A Energia Eólica gera problemas sim. As turbinas eólicas precisam sempre ser instaladas longe de populações porque, apesar de inaudível, gera um ruído gigantesco. Todos que visitam grandes usinas eólicas reclamam de dores de cabeça no final da visita. É uma GRAVE poluição sonora.

    – O rendimento da Energia Solar é muito baixo devido à camada de ozônio, nuvens, etc etc etc. Chegando em média, de 15% do que realmente poderia ser absorvido sem esses obstáculos. Sem esquecer que a produção de placas fotovoltaicas depende, por enquanto, de Silício, material não-renovável.

    Como futuro Engenheiro de Energia, fico feliz de ver tamanho interesse no público geral. Continue assim!


  • Gabriel Dread / Responder

    Fala Dan!

    Algumas considerações:

    -Os resíduos da geração de energia nuclear a tornam a mais suja de todas. Poluição tóxica sem solução ou reciclagem, quer coisa pior?

    -A produção de álcool é insustentável do ponto de vista da sustentabilidade social. O mesmo vale para o biodiesel. Os boias-frias semi-escravos tem que ser incluídos na equação.

    -A captação de energia solar através de turbinas eólicas pode ser uma merda, mas barcos a vela, moinhos e milhares de outras formas de aproveitamento da energia dos ventos podem reduzir drasticamente a necessidade de energia elétrica.

    -Silício é areia, não é? Além do mais, quando falo em energia solar, quero dizer também que existem milhares de maneiras de se aproveitá-la, como criar ambientes que aproveitem melhor a luz e o calor solar, por exemplo.

    Importante lembrar que estamos fazendo essa discussão com base no sistema capitalista de mercado, o que inviabiliza o abandono do petróleo por conta do lobby das indústrias poderosíssimas que orbitam em seu entorno.

    São estas empresas que impedem pesquisas verdadeiramente científicas para o melhor aproveitamento das energias limpas e renováveis. São elas também as responsáveis pela maior parte do consumo de energia elétrica.

    Abração e valeu pelo aval de um futuro Dotô!
    Gabriel Dread


  • Dan / Responder

    – A Energia Nuclear, apesar de 'suja' gera MUITO menos resíduo do que as outras formas de energia não-sustentáveis. Aproximadamente, 500g de Urânio enriquecido equivalem energeticamente a 1ton de Carvão. (Só para facilitar a proporção, visto que o Carvão é praticamente Carbono puro.) Se tratado corretamente, o resíduo da energia nuclear possui diversas aplicações e diversas áreas de pesquisa. Mas mesmo assim é um rendimento 2000 vezes maior e sem gases estufas, principal problema atualmente.

    – Do ponto de vista social, todas as formas de geração de energia trazem algum dano, de fato. Não há geração de energia 100% limpa, nem a eólica com os altos ruídos inviável para qualquer ser vivo, além de afetar a fauna local, como pássaros e principalmente morcegos da região. É muito importante deixar isso MUITO claro: Não há forma de energia perfeita.

    – A energia eólica, vinda do Sol, modificando as brisas (células de Hadley e afins) gera o problema que eu te disse: Afastamento da população da fonte de geração, acrescendo o custo de transporte, além de causar um impacto gigantesco em espécies animais locais que dependem do som ou do ar para se locomover, nisso eu incluo aves, animais noturnos, golfinhos e baleias (Se colocada no meio do oceano), etc

    – Silício é basicamente areia, mas também pensávamos que o Petróleo não ia acabar, não é? O que eu disse é que é uma fonte não-renovável, apesar de abundante. Além do que, as condições para o silício como a dopagem e o advento do semi-condutores orgânicos, podemos ver uma mudança, mas por enquanto, tudo se mantém na mesma pela própria indústria que tem todo o maquinário e tecnologia para produção de semi-condutores baseados no Silício agora, é inviável economicamente mudar essa matéria-prima.

    – Não só por conta do lobby, mas por conta do uso do petróleo, não só como fonte de energia, mas como matéria-prima em plásticos e tudo mais.


  • Anônimo / Responder

    mnw……….


  • Anônimo / Responder

    nossa que assunto mas complicado


Deixe uma resposta


Assinar por email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações na sua caixa de entrada.





Email:

Curso online

Curso Online Gestão de Ecovilas Gabriel

Participe do curso 100% online

Gestão de Ecovilas

Conheça desafios e habilidades para a viver em comunidades intencionais e cohousing

Recentes

Gestão Colaborativa Ecovilas Hangout
Como viver numa comunidade alternativa Hangout
Como fazer Transição morar em uma ecovila
Como voluntariar em ecovilas
Como encontrar uma ecovila
Por que morar numa ecovila
Let's include Conflicts in our plans! | Gabriel Siqueira | TEDxGeneva
Gabriel dread Siqueira Exodo Urbano Festival Path
Workshop Tecnologia e Cidadania
Aprendendo a Cooperar Ecovilas FICOO 2017
Pedra do Sabiá Bahia
Ecovila Digital Campus Party
Bob Marley sorrindo, feliz, e apontando para a câmera, quebrando a quarta parede.
Categorias

Arquivo do Blog