Curta Irradiando Luz no Facebook  Siga Irradiando Luz no Twitter  Acesse o canal do Irradiando Luz no YouTube  Assine o Feed RSS do Irradiando Luz

Pra que serve um blog?

Há uma falta de inspiração alarmante na blogosfera ou é só impressão minha?

O grande camarada Richard Plácido nos propôs esta reflexão. A resposta, para mim, foi repensar minhas origens como blogueiro. Meu comentário no artigo do Richard acabou virando uma quase-postagem, que você confere reproduzido aqui na íntegra:

Fala meu I-rmão Plácido!

Fazia tempo que eu não aparecia por aqui, e que surpresa agradável: um questionamento profundo e inúmeros comentários… e pasmem: com conteúdo.

Sua provocação surtiu ao menos um efeito: mobilizar a velha e a nova guarda da blogosfera para tecer comentários. Eu que não sou nem velho, nem novo, nem da blogosfera, também vou dar o meu pitaco. Ou não.

Há muito tempo atrás, eu escrevia no meu caderno desabafos, críticas e pensamentos que eu achava que ninguém ia ler. Até mostrava pra alguma namorada ou pretendente, mas não passava disso.

Passados alguns anos (após a invenção da correspondência eletrônica), uma amiga minha mandou um email besta, desses de corrente, e inadvertidamente copiou todos os colegas da sala e o professor, que respondeu de maneira rude e cômica. Iniciou-se assim a primeira discussão em grupo via email da minha vida, que depois se tornou o primeiro egroup do qual participei.

Muuuitos anos depois, eu ouvi falar de blogs. A princípio, não me interessei. Mas um dia, revirando meus cadernos, encontrei alguns de meus textos e resolvi criar um blog para publicá-los. Aproveitei e dei uma busca na minha caixa de emails enviados e selecionei os melhores.

E foi assim que comecei minha viagem na blogosfera. Na época, eu não conhecia o conceito de autoridade, Pagerank, BlogsBlogs e nem imaginava que havia um ranking brasileiro de blogs. Só me preocupava em publicar passagens interessantes de livros que eu estava lendo, criticando fatos e acontecimentos à minha volta e aproveitando para desabafar e descarregar algumas neuroses.

Foi algum tempo depois, quando eu estava trabalhando em um emprego desses bem chatos, em que se passa pelo menos 8h por dia em frente a um computador, que comecei a descobrir a tal blogosfera brasileira, o tuiter e tudo mais. A princípio, fiquei viciado em estatísticas, analytics, número de seguidores, subir no ranking e sei lá mais o quê.

Aí descobri o Movimento Slow Blog – blogar lentamente. E me redescobri. Desacelerei, me enraizei e voltei a me preocupar mais com a qualidade do que publicava do que com periodicidade ou frequência.

Alguns blogs que eu acompanhava morreram, outros maravilhosos surgiram. Alguns permaneceram, outros decaíram, outros viraram cópia de si mesmos, outros se reinventaram. Na blogosfera, um ano equivale a uma Era Geológica, e tudo se transforma.

Mas neste momento que te escrevo estas palavras, alguém como nós está descobrindo que existe uma coisa chamada blog, uma ferramenta bem simples que permite que qualquer pessoa se torne um editor de um site, e que da acesso a qualquer pessoa que busca informação, opinião, diversão, crítica ou somente uma risada rápida.

Eu, do meu lado, continuarei, seja no Irradiando Luz, seja como colaborador do UsuarioCompulsivo, seja na NerdsSomosNozes Magazine, seja no Vivo Verde, seja nos meus cadernos, nos emails, nos egroups, nas minhas dissertações e artigos.

Escrever é a minha produção mais prolífera nesta vida. Espero continuar produzindo até que meus dedos caiam, e até que eu fique mudo e não possa mais ditar. Quando eu morrer, não estarei mais aí para ser retuitado. Mas espero que ainda seja lido. Aqui. Ou lá.

Abração inspirado
Gabriel Dread

E você, bloga por quê? Lê um blog pra quê? Deixe seu comentário. Opine. Ou não.

12 Responses to “Pra que serve um blog?”


    internal_server_error <![CDATA[Erro &rsaquo; WordPress]]> 500